Luminárias LED nos Municípios: Quais as Vantagens? – Quark Engenharia

Luminárias LED nos municípios: quais as vantagens? - Quark Engenharia

Fonte: Gazeta do Povo

A iluminação pública é fundamental para o município, seja para colaborar na segurança ou para oferecer conforto à população, no entanto, os custos de implantação e manutenção podem ser bastantes altos.

O poder público, em contrapartida, busca soluções que possam diminuir os custos e aumentar a qualidade dos serviços prestados e da população.

O desenvolvimento da tecnologia tem oportunizado mudanças no consumo e nos equipamentos, isso faz com que os custos sejam diminuídos. A área da iluminação é uma das contempladas, com as luminárias LED.

Nesse post, vamos apresentar as vantagens de utilizar esse tipo de luminária nos municípios. Continue lendo e confira!

O histórico da iluminação pública

A Constituição Federal delega que a iluminação pública é de responsabilidade dos municípios.

As prefeituras podem terceirizar a manutenção e implantação desses serviços, mas, para efeito de lei, são os municípios que respondem pela iluminação pública.

No entanto, nem sempre foi assim, a história da iluminação pública começou no final do  século XVIII, quando o Brasil ainda era uma colônia de Portugal.

A cidade do Rio de Janeiro teve a implantação do seu sistema de iluminação pública no ano de 1794, foi a primeira cidade do Brasil a possuir esse tipo de serviço.

Ele funcionava a base de lamparinas, onde o combustível era feito de óleo de baleia.

A primeira cidade a receber a iluminação pública a partir da energia elétrica foi a cidade de Campos dos Goytacazes, no norte do estado do Rio de Janeiro, em função de uma usina termoelétrica instalada no município, isso em 1883.

O avanço da tecnologia para a iluminação pública

A iluminação pública no Brasil passou por diversas fases, podemos dividi-las pelas tecnologias adotadas para a prestação dos serviços.

  • Final do século XVIII até o término do século XIX – lamparinas;
  • Término do século XIX até década de 1960 – lâmpadas incandescentes;
  • Décadas de 1960 e 70 – em alguns lugares utilizavam-se lâmpadas fluorescentes;
  • Década de 1980 – lâmpadas de vapor de mercúrio (brancas);
  • Década de 1990 – lâmpadas de vapor de sódio (amarelas);
  • Início do século XXI – lâmpadas de vapor metálico (brancas);
  • Dias atuais – lâmpadas LED.

A cada mudança de tecnologia, a qualidade da iluminação aumenta e diminuem-se os custos.

Atualmente, as lâmpadas LED estão sendo analisadas e implantadas por muitos municípios brasileiros, uma vez que apresentam uma relação custo x benefício muito melhor do que as outras opções.

Vantagens das luminárias LED

Luminárias LED nos municípios: quais as vantagens? - Quark Engenharia

Fonte: Prefeitura de Blumenau

As lâmpadas LED são extremamente eficientes nas vias públicas, bem como em monumentos e fachadas que querem ser valorizadas a noite.

Elas possuem vantagens que não se encontram em outras tecnologias de iluminação, isso em função de suas características.

As lâmpadas de LED apresentam os seguintes diferenciais:

  • São lâmpadas brancas frias, ou seja, possuem maior capacidade de produzir lúmens (unidade de medida para mensurar o fluxo luminoso de uma lâmpada);
  • Grande poder de iluminação;
  • Reduzem entre 50% e 90% o consumo de energia elétrica;
  • Transformam 80% da energia consumida em luz em vez de calor.

Por que os municípios migram para luminárias LED?

Além de todas as vantagens já apresentadas, existe ainda uma outra que é o grande motivador para que prefeituras e empresas terceirizadas prefiram as lâmpadas de LED, trata-se da vida útil dela.

Com uma vida útil muito superior em relação às outras tecnologias, a lâmpada LED pode chegar a 50.000 horas de funcionamento.

O brilho da lâmpada LED cairá com o tempo, perdendo o poder de iluminação, mas, isso só ocorre após 40.000 de trabalho, o que significa 15 anos de uso, com 8 horas de funcionamento por dia.

O exemplo do município de Itá (Santa Catarina)

Luminárias LED nos municípios: quais as vantagens? - Quark Engenharia

Fonte: Prefeitura de Itá

A cidade de Itá, na região oeste do estado de Santa Catarina, é apenas um dos exemplos de municípios que buscam a substituição da antiga tecnologia por lâmpadas LED.

Será a primeira cidade do estado a possuir toda a sua iluminação pública baseada em luminárias LED.

A previsão é de uma economia de aproximadamente 60% aos cofres públicos, além de uma iluminação mais adequada, tornando as áreas públicas mais seguras.

Diante de tantas vantagens, possivelmente, você queira também substituir a tecnologia da iluminação de sua casa ou empresa e, quem sabe, até sugerir a ideia ao município no qual reside.

A melhor opção é contar com a Quark Engenharia, uma empresa que conhece como ninguém as vantagens e aplicações para as luminárias LED.

Fontes:
Senado Federal
ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas

Luminárias LED nos municípios: quais as vantagens? - Quark Engenharia

A Quark Engenharia tem sua sede na cidade de Joinville, mas, desenvolve projetos em todo o Brasil.

Especializada na área de serviços técnicos em engenharia elétrica, a empresa oferece ao mercado soluções integradas, atendendo aos projetos que envolvam o segmento de energia.

São centenas de clientes que contam com a assessoria e serviços da empresa.

Isso devido ao seu reconhecimento em:

  • Projetos;
  • Iluminação pública;
  • Instalações elétricas;
  • Diagnóstico energético;
  • Laudos.

Conheça neste link todas as informações de contato da Quark Engenharia, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

Matéria escrita por: Marlete Lopes

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *