Posts

Aproveitar a água da chuva no inverno – Casa da Cisterna

 

 É um fato conhecido que no inverno costuma chover menos. Existe uma série de fatores ambientais e climáticos que determinam a ocorrência de chuva no Brasil e no mundo. Mas, para simplificar, esse menor volume de chuva se dá pelo fato de que, com as temperaturas mais baixas, há menos evaporação de água para formar nuvens e, portanto, menor precipitação.

Também não é novidade que há períodos em que a falta de chuva chega a causar problemas sérios em diversos locais, uma tendência que na verdade só tende a se agravar com o aumento da população nos centros urbanos, o desperdício de água potável, e a poluição dos rios e lagos que abastecem as cidades. Daí a crescente necessidade de se cuidar da água cada vez mais.

Quando se fala em poupar água, são diversas atitudes individuais e coletivas que podem fazer a diferença. Alguns exemplos práticos são: reduzir o tempo de banho, não deixar a torneira ligada ao escovar os dentes ou ensaboar a louça, dentre outros. E uma das mais eficientes medidas é o USO DE ÁGUA DA CHUVA.

Aproveitar a água da chuva diminui o consumo de água tratada e, consequentemente, desafoga a rede de abastecimento. Com essa melhor distribuição, a probabilidade de faltar água diminui consideravelmente. Além disso, usar Água da Chuva ainda traz economia na conta de água do usuário, que pode ultrapassar os 50%.

 

Água da Chuva no inverno

Como já dito, no inverno chove menos. Daí a necessidade de se aproveitar ainda mais essas ocasiões, e armazenar essa água para utilizá-la depois. Quando a chuva é frequente, fica muito mais simples captar a água, porém, quando os dias de chuva ocorrem menos, cresce proporcionalmente a necessidade de se manter atento a tais oportunidades.

 

Onde aproveitar a Água da Chuva

A Água da Chuva pode ser utilizada em diversas atividades do dia a dia, como: lavar calçadas, pisos e carros, regar plantas e atividades de jardim, nas lavadoras de alta pressão, na máquina lava-roupas, para resfriamento na indústria, nas reservas contra incêndio, descargas sanitárias e atividades de limpeza em geral.

Para isso, basta um sistema especial que capta a água, filtra e armazena em reservatórios próprios, as cisternas. Com uma cisterna de apenas mil litros é possível economizar mais de 50 mil litros de água por ano! Isso, em grande escala, ajuda a prevenir os problemas de escassez que podem ocorrer na estação mais fria do ano, além de trazer economia para o usuário.

Portanto, use Água da Chuva, seja consciente.

Conheça neste link todas as informações de contato da Casa da Cisterna, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

Água da Chuva no Verão: Saiba os Benefícios – Casa da Cisterna

Água da Chuva no Verão: Saiba os Benefícios - Casa da Cisterna

Com a chegada do calor, o consumo de água nas cidades aumenta naturalmente, de acordo com as necessidades da população. Alguns fatores que contribuem para este aumento são as duchas, piscinas e banheiras, atividades de limpeza, além do consumo humano, que também é maior no verão.

No entanto, nem sempre o fornecimento de água tratada da cidade consegue acompanhar esse crescimento na demanda, e assim ocorre a falta de água.

Essa situação de falta de água é ainda mais acentuada em cidades do litoral, onde a estadia de milhões de turistas que chegam para aproveitar a praia faz com que o consumo de água tratada aumente exponencialmente durante a “temporada”.

Os que costumam rumar ou fazem residência em cidades litorâneas, certamente já passaram por experiência similar.

Apesar de parecer um problema de difícil solução (pois depende muito da quantidade de água disponível e da empresa fornecedora de água), existem outras alternativas que são muito simples e eficientes, como o uso de ÁGUA DA CHUVA.

A Água da Chuva é indicada para diversas aplicações, como:

  • Completar a água da piscina;
  • Lavar cadeiras de praia;
  • Lavar pisos, calçadas e carros;
  • Atividades de jardim;
  • Atividades de limpeza em geral;
  • Descargas sanitárias e outros.

Se cada residência, prédio e demais edificações possuírem um sistema de aproveitamento de água da chuva para tais atividades, a água potável será destinada apenas ao consumo humano, prevenindo problemas de escassez.

Para isso, basta uma Cisterna, filtros e um sistema de calhas. A instalação é simples, e os produtos de longa duração.

A economia é certa! Com uma cisterna de apenas 1000L é possível economizar até 50 mil litros de água potável por ano. Além de poupar a água tratada e cuidar do meio ambiente, é possível economizar também na conta de água no fim do mês.

Além disso, o uso de Cisternas em massa pela população também ajuda a prevenir possíveis enchentes nas cidades, causadas por fortes chuvas, sobretudo no verão.

Isso acontece porque grande parte da água que seria depositada no chão impermeabilizado, passa a ser armazenada no interior das cisternas. Quanto mais recipientes de armazenamento, menor a quantidade de água no chão, auxiliando a prevenção de enchentes.

Só depende de você!

Visite a Casa da Cisterna, e conheça nossos produtos.

Conheça neste link todas as informações de contato da Casa da Cisterna, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

O que você precisa saber sobre a Água da Chuva – Casa da Cisterna

O que você precisa saber sobre a Água da Chuva – Casa da Cisterna

A Água da Chuva vem sendo cada vez mais utilizada como uma alternativa na preservação de água potável. Sabe-se que, de toda água existente no planeta Terra, menos de 1% está disponível nos rios e lagos para abastecer as cidades. Por isso, o uso de água da chuva é uma opção eficiente para evitar a falta de água tratada.

A água da chuva não é indicada para consumo humano, porém pode ser utilizada em diversas outras atividades, tanto nas empresas e indústrias, quanto nas residências.

Como usar a água da chuva?

Para que a água da chuva possa ser aproveitada, deve primeiro ser armazenada corretamente em recipientes próprios para isso, as Cisternas.

São produtos de alta durabilidade, já equipados com proteção UV e antimicrobiana, o que impede a proliferação de fungos e outros organismos danosos, mantendo a água em condições de uso.

Com isso, ela pode ser aplicada em atividades do dia a dia, como:

  • Lavar calçadas, pisos e carros;
  • Lavagem de roupas e banheiros;
  • Regar plantas e atividades de jardim;
  • Nas descargas sanitárias;
  • Para dar de beber e dar banho em animais;
  • Proteção contra incêndios;
  • No enxágue e resfriamento de peças, para indústrias;
  • Para encher lagos e piscinas (recomendado utilizar até 1/3 de água da chuva);
  • Atividades de limpeza em geral.

Ao desempenhar tais atividades com água da chuva, a água potável e tratada é reservada apenas para o consumo humano, ajudando a prevenir a escassez e os problemas gerados pela falta de água. Além disso, traz economia na conta de água ao fim do mês.

Conheça neste link todas as informações de contato da Casa da Cisterna, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

JH Calhas e rufos: Soluções para projetos de captação de água de chuva

ebgesc

Não há como negar que sustentabilidade é o novo ramo do mercado, consequentemente, ele não para de crescer.

Motivado pela conscientização ambiental e a necessidade de haver mudanças na forma de consumo, a sustentabilidade tem grandes vantagens para os usuários e para o meio ambiente.

Atualmente, muito se discute sobre a captação de água de chuva e houve até mudanças na Lei das Águas, que visa o melhor aproveitamento de águas pluviais.

As calhas e rufos são uma das alternativas para aproveitar essa captação. Quer saber como? Continue lendo nosso post!

A necessidade de poupar

Muito se fala sobre a necessidade de economizar água para evitar uma possível crise hídrica.

Mas, infelizmente, ainda não é feito tudo que deveria para economizarmos água.

Pequenas medidas como diminuir o tempo no banho, desligar a torneira para ensaboar a louça e até mesmo lavar o carro com um balde de água, podem e fazem uma grande diferença no consumo da água.

Mas, além disso, há outra medida que podemos tomar, que é o uso de água pluvial.

A chuva é um recurso natural gratuito que, na maior parte das casas e empresas, não é aproveitado.

Para haver a captação de água de chuva é necessário algumas adaptações, como a instalação de calhas e rufos de qualidade.

Criando o projeto de captação de água de chuva

Existem diferentes tipos de projeto para a captação de água pluvial e cada um tem um foco diferente.

Por exemplo, você pode fazer uma captação simples através de calhas e rufos e passar por uma rápida filtragem, armazenando a água coletada em uma cisterna que tenha um clorador.

É importante ressaltar que é necessário criar um sistema de filtragem onde seja possível jogar fora as primeiras águas da chuva que estarão sujas do telhado.

Também existe a opção de você investir em um projeto mais complexo, utilizando dois reservatórios. Um para a primeira água da chuva rejeitada e outro com uma filtragem mais fina e com a utilização de cloro para desinfecção.

Os reservatórios devem estar ligados a canos, direcionando para o local ou locais de uso.

Os projetos podem ser muito simples ou mais complexos, tudo dependerá de quanto você tem para investir.

Mas, independente do tipo de projeto que você escolher, será necessário haver a instalação de captadores da chuva. É necessário que as calhas e rufos escolhidos sejam de alta qualidade, otimizando todo esse processo.

Também é necessário investir em um bom filtro para que sujeiras e resíduos grandes, como folhas, não entupam o reservatório e encanamentos.

Mas, vale ressaltar que a instalação de um sistema de captação de água de chuva será realmente um excelente investimento, já que chega a diminuir cerca de 50% o consumo da água na sua casa ou empresa!

Como posso utilizar a água pluvial?

Como não podemos saber ao certo a procedência da água da chuva, por mais que haja a filtração e a desinfecção, a água captada não deverá ter uso potável.

Ou seja, você não deve beber, tomar banho, lavar as mãos, pratos ou talheres ou utilizá-la para lavar as roupas.

Mas pode ser utilizada em outras coisas que usualmente usamos água da rede, como lavar o carro e calçadas, regar o jardins e hortas e até mesmo para fazer limpeza doméstica.

ebgesc

Fique ligado na regulamentação

Independente do projeto de captação de água de chuva que você for montar, é necessário ficar ligado na regulamentação.

Você deve estar se questionando qual foi a razão de ter sido criada uma regulamentação, certo?

Por mais que achemos que a água pluvial é completamente limpa, isso não é verdade! A água da chuva pode estar infestada de bactérias ou até mesmo substâncias tóxicas, sendo necessário haver um maior cuidado com a captação.

Os documentos nacionais que não podem deixar de ser conferidos são:

  • NBR 15527,
  • ABNT NBR 5626:1998,
  • ABNT NBR 10844:1989,
  • ABNT NBR 12213:1992,
  • ABNT NBR 12214:1992,
  • ABNT NBR 12217:1994.

Portanto, entre em contato com uma empresa especializada nessa área, tenha certeza que o material, como calhas e rufos, é de qualidade, e invista nesse projeto que com certeza valerá a pena!

A JH Calhas e Rufos já participou de inúmeros projetos de captação de água de chuva e oferece calhas e rufos de qualidade para que você possa alcançar seu objetivo.

Fontes:
Sustertarqui
Temsustentavel
Licenciadorambiental

ebgesc

Há 7 anos, localizada em Palhoça, a JH Calhas e Rufos tem como missão solucionar a necessidade do cliente sempre prezando pela qualidade e eficiência.

A empresa possui uma equipe qualificada que está presente em todos os passos, desde a fabricação até a instalação do corrimãos, coifas, calhas, rufos, chaminés, exaustores, churrasqueiras e lareiras.

Vendedores estão disponíveis para fazer um orçamento no local da construção de forma gratuita e sem compromisso.

Saiba mais através deste link sobre a JH Calhas e Rufos, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

Matéria escrita por: Sarah das Neves

Casa da Cisterna: Benefícios da água da chuva para a indústria

ebgesc

A água é essencial para todas as formas de vida, e também um recurso cada vez mais escasso. Menos de 1% da água presente no Planeta Terra está disponível em rios e lagos para abastecer as cidades. E desse percentual ainda, os fatores poluição, desperdício e aumento populacional têm diminuído mais e mais o acesso ao recurso.

Essa situação alarmante apenas atenta para a crescente necessidade de preservação da água potável. E uma das formas mais eficientes de fazer isso é aproveitar a água da chuva, que pode ser utilizada em inúmeras atividades, como: Limpeza de áreas externas e veículos, regar plantas, descarga sanitária, na piscina, para lavar roupa, etc.

Na Indústria, o aproveitamento da água da chuva também traz muitas vantagens, tanto econômicas quanto ambientais. Continue lendo e saiba mais sobre como sua empresa pode se beneficiar ao aproveitar a água da chuva.

Aproveitar a água da chuva na Indústria

A água é um recurso natural do qual dependem todas as formas de vida, e também todos os processos da civilização humana. Agricultura, pecuária e produção industrial, todos esses setores envolvem o uso de água. No entanto, muitos desses processos, especialmente na indústria, podem ser perfeitamente desempenhados com água da chuva. De tal forma, a água potável e tratada esta cada vez mais escassa, como já foi dito, e preservada apenas para o consumo.

ebgesc

Assim, os benefícios da água da chuva para processos industriais são inúmeros. Veja:

– Economia financeira: Ao se utilizar água da chuva em processos industriais, diminui-se drasticamente o uso de água tratada que vem da rede de abastecimento. Isso, por consequência, gera uma economia significativa nas contas de água e esgoto.

– Preservação de água potável: Além de economia na conta de água, usar a água da chuva também preserva a água potável apenas para os fins mais necessários,v como o consumo humano.

– Cuidados com o meio ambiente: Ao preservar a água potável, incentiva-se também outros cuidados com o meio ambiente, como a redução do lixo e descarte responsável.

– Redução do risco de alagamentos e enchentes: A urbanização das cidades gera cada vez mais uma alta taxa de impermeabilidade, ou seja, o concreto das construções impede que a água da chuva se infiltre no solo, causando assim enchentes e alagamentos, trazendo transtornos e perdas financeiras, além de riscos à saúde. O armazenamento de água da chuva, no entanto, serve como uma forma de escoamento, além de poder ser aproveitada mais tarde. Quanto mais residências, empresas, indústrias e demais edificações adotarem o uso das Cisternas (recipientes próprios para armazenar e aproveitar a água da chuva), menores serão as chances de alagamentos na região, beneficiando a todos.

– Valorização de marca: A sustentabilidade e ações ecologicamente corretas são cada vez mais incentivadas, valorizadas e enaltecidas, e isso reflete também em uma maior valorização das marcas e empresas que as adotam.

– Valorização do imóvel: Da mesma forma que ocorre com as marcas, adotar ações sustentáveis traz uma maior valorização econômica para os imóveis e construções.

ebgesc

Vale destacar apenas que, para que se possa aproveitar a água da chuva é necessário filtrá-la e armazená-la corretamente, com o uso de Cisternas e Filtros próprios. A Casa da Cisterna é especializada no segmento e possui todas essas soluções completas, com modelos e tamanhos variados, além da alta qualidade em todos os seus produtos.

Conheça neste link todas as informações de contato da Casa da Cisterna, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

Casa da Cisterna: Aproveitamento de água da chuva

ebgesc

A chuva é um importante fenômeno natural, que colabora com a manutenção da vida no Planeta Terra. E, além de ser parte essencial ao meio ambiente, é também um recurso gratuito que pode ser aproveitado para gerar economia nos mais diversos ambientes. Cada vez mais empresas e pessoas têm se conscientizado sobre como o uso de água da chuva pode colaborar na economia de seus negócios e suas residências. Continue lendo este post e entenda como isso acontece.

Economia financeira e conscientização ecológica

Você já parou para pensar em quanto gasta de água para molhar as plantas, lavar pisos, carros e calçadas; e demais atividades de limpeza? Imagine, então, para resfriar peças e ambientes produtivos nas indústrias, grandes empresas, e nos demais processos que exigem esse bem tão precioso?

Se prestar atenção a todas essas atividades, fica evidente que uma boa parcela do orçamento é destinada à conta de água, a qual poderia ser drasticamente reduzida com o aproveitamento de água da chuva.

E, além disso, não só a economia financeira é um reflexo do uso de água da chuva, mas também se trata de uma atitude ecologicamente correta, preservando a água potável.

Como aproveitar a água da chuva?

O aproveitamento de água da chuva é feito por meio de um sistema de calhas, filtros e cisternas. A Cisterna é um recipiente próprio para captar e armazenar esta água, e junto aos filtros, que servem para remover possíveis impurezas, preservá-la em condições de uso.

As cisternas podem ser subterrâneas ou aparentes, com diversos modelos, tamanhos e cores diferentes.

A linha Slim Aparente (imagem), por exemplo, possui um design moderno, de fácil instalação e ajustável a qualquer tipo de construção.

ebgesc

Vale lembrar a importância de orientar-se sempre com uma empresa especializada, que indicará a melhor solução para cada caso.

A Casa da Cisterna fornece todo esse suporte com excelência, e busca acima de tudo a satisfação de seus clientes, além do foco ambiental e preservação de água potável.

ebgesc

Seguindo as normas e técnicas, registrada e reconhecida pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) e por seus clientes como especialista na área, a Casa da Cisterna está localizada em Joinville, e atende a todo o Brasil.

Conheça neste link todas as informações de contato da Casa da Cisterna, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.