Posts

Lajes Carioca – 7 Produtos para sua Obra

Carioca Pré-Moldados CREA-SC

Procurou os nossos produtos no site e ficou com dúvidas? Entenda um pouco melhor o que oferecemos, para que servem os produtos e quais são as suas principais vantagens. Assim, você vai saber exatamente aquilo que precisa para a sua obra ou reforma.

 

1) Lajes Pré-Moldadas Comum

As lajes pré-moldadas comuns são as mais utilizadas nas pequenas edificações, como residências e pequenos edifícios. Esse tipo de laje é composto por vigotas de concreto armado, que são capazes de resistir aos esforços, enchimento em lajota cerâmica ou em isopor, e um capeamento de concreto. Organizadas de forma intercalada, as lajotas e as vigotas compõem a laje. O seu emprego não é permitido nas edificações industriais ou comerciais, pois estas geralmente exigem vãos maiores e sobrecargas não compatíveis com a sua utilização. Não podem ser utilizadas, também, quando há ação predominante de cargas concentradas ou de cargas dinâmicas, de choque ou vibração.

 

 2) Lajes Treliçadas

Essas lajes são compostas por um painel treliçado, que é uma placa de concreto com largura aproximada de 12 cm e altura variável, uma armação treliçada que já chega na obra fixada à placa de concreto, e, por fim, enchimento, que pode ser em lajota cerâmica ou em isopor. Geralmente, são utilizadas em edifícios, pisos de garagem ou onde seja necessária uma sobrecarga acidental, acima dela. Uma das diferenças em relação à laje comum é que as treliçadas são muito utilizadas em grandes construções, pois conseguem se adaptar bem a diversos tipos de vãos e de cargas de utilização. São fáceis de montar e possuem um custo acessível, além de formarem um conjunto resistente.

 

A seguir, entenda a diferença entre as lajes treliçadas com enchimento em isopor (EPS) e as com enchimento com lajotas (cerâmica).

 

LAJES TRELIÇADAS EPS (ENCHIMENTO EM ISOPOR)

 Vantagens das Lajes Treliçadas EPS:

  • Permitem o isolamento térmico e acústico do ambiente;
  • Oferecem maior facilidade na hora de realizar recortes nas tubulações e em cantos irregulares
  • Possuem seu peso próprio reduzido, contribuindo com cargas menores nas estruturas e fundações
  • São de fácil transporte, rápida execução e escoramento reduzido
  • Capazes de suportar grandes cargas, diminuindo a necessidade de utilizar muito concreto na obra

 

LAJES TRELIÇADAS COM CERÂMICA (ENCHIMENTO COM LAJOTAS)

 Vantagens das Lajes Treliçadas com Cerâmica:

  • Não necessitam da utilização de fôrmas
  • Possuem deformações menores, garantindo a ausência de trincas na laje
  • Podem ser utilizadas em qualquer tipo de estrutura, suportando grandes cargas
  • São mais leves, por isso contribuem na diminuição do peso total da laje, aliviando estruturas e fundações
  • São mais fáceis de montar
  • Assim como as em EPS, são de fácil transporte, rápida execução e escoramento reduzido

Desvantagens:

  • Matéria prima não ecológica
  • Porcentagem maior de desperdício, pois o material não é reutilizável
  • 30 % a mais de peso em relação ao EPS

 

3) Enchimento em EPS

É um material inerte, sem função estrutural. É usado para reduzir o peso próprio da laje e o consumo de concreto. Os blocos de enchimento são responsáveis por transferir o peso do concreto ainda fresco às vigotas, que se apoiam sobre as linhas de escora. Por isso, torna-se necessária uma resistência mínima para que essa função seja comprometida. Ao se utilizar o bloco de EPS, deve-se tomar alguns cuidados quanto ao revestimento. Para que se garanta um revestimento de boa qualidade, é essencial a utilização de um adesivo na argamassa.

 

 

4) Enchimento Cerâmico

As lajotas em cerâmica são elementos de enchimento composto em material cerâmico com configuração geométrica vazada. Possuem uma ótima aderência, o que facilita a aplicação dos revestimentos. Outra vantagem é que resultam em um ambiente interno com maior conforto térmico e acústico.

 

 

5) Malhas de Distribuição/Telas

As telas soldadas de aço são armaduras pré-fabricadas constituídas por fios de aço CA-60 nervurado, longitudinais e transversais, de alta resistência mecânica, sobreposto e soldados entre si em todos os pontos de cruzamento (nós) por corrente elétricas (caldeamento), formando malhas quadradas ou retangulares. Os fios utilizados na fabricação das telas soldadas são obtidos por laminação a frio, a partir de matéria-prima de alta qualidade (fio – máquina).

 

 

Vantagens:

  • Reduz perdas por corte e sobras de pontas
  • Dispensa o uso de arame de amarração
  • Transpasse menor que o da armadura convencional
  • Quantificada e utilizada por metro quadrado
  • Racionaliza o recebimento e a armazenagem
  • Reduz corte e dobramento
  • Facilita a montagem
  • Torna mais rápida a liberação para concretagem

 

6) Mangueira Corrugada

São aplicadas em instalações prediais elétricas de baixa tensão, para condução e acomodação de fios, cabos elétricos e dispositivos embutidos em lajes ou aparentes em local protegido.

Cuidados importantes:

O material exige alguns cuidados de proteção nos pontos críticos, pois, apesar de sua resistência, pode sofrer achatamento durante a concretagem, o que compromete a passagem da fiação. Para executar emendas no eletroduto flexível, é recomendável o uso de luvas de pressão, a fim de evitar falhas que possam permitir a passagem de nata de cimento para o interior da tubulação. O manuseio de vibradores de concreto deve ser feito com cautela, evitando contato direto do equipamento com a tubulação e, nas áreas de tráfegos com carrinhos e giricas, é aconselhável a execução de proteções sobre o tubo, evitando o achatamento do mesmo.

Vantagens:

  •  Não propaga chamas
  • Possui alta resistência à compressão diametral
  • Grande flexibilidade, podendo curvar-se com facilidade
  • Evita o contato com a umidade

 

7) Caixa de luz concreto

A caixa de luz concreto consiste em auxiliar a montagem dos pontos de luz dos cômodos. O seu diferencial em relação às convencionais é a sua maior resistência, já que é ser preenchida com concreto e aço. Possui a mesma largura que as tavelas cerâmica e EPS, a fim de facilitar a montagem da mesma no local da obra. Indispensável, é sextavada e com 10 possibilidades de passagens.

 

 

 

Vantagens:

  • Não necessita escoramento
  • Exata para agilizar sua construção
  • Evita o desperdício de concreto
  • Altura dupla, mais flexibilidade de montagem

 

Ainda com dúvidas? Entre em contato através dos telefones: (48) 3341-1219 | (48) 3283-5241 | (48) 3242-3757. Você também pode nos encontrar através do e-mail: contato@lajescarioca.com.br e da página no Facebook: https://www.facebook.com/LajesCarioca/

Trabalhamos com orçamentos sem compromisso, temos engenheiro durante 24h no estabelecimento e técnicos especializados para identificar qual o melhor produto para cada obra visitada. Enviamos o projeto de detalhamento e montagem da laje e ainda aceitamos Construcard, BNDES e principais bandeiras de cartões. São muitas vantagens, sem falar que já temos mais de 18 anos de experiência no mercado. Não deixe de aproveitar o melhor da Lajes Carioca!

 

A EBGE Santa Catarina preza pela qualidade e responsabilidade dos serviços prestados pelos nossos clientes. Por isso apoiamos a Lajes Carioca. Quer fazer parte deste time de sucesso? Ligue para (48) 3031-3838 e solicite um consultor.

A Imprescindibilidade e Segurança do Manual do Proprietário e Garantias

Da imprescindibilidade da entrega do Manual do Proprietário e Garantias

Dra. Carolina Pavão da Silva | OAB/SC: 35.851

Dra. Carolina Pavão da Silva | OAB/SC: 35.851

Há muito se discute sobre prazos de garantia após a entrega das edificações pela construtora e/ou incorporadora, sendo habitual vislumbrar em atendimentos certa dificuldade de compreensão quanto ao tempo e autoria das responsabilidades.

Verifica-se que o equívoco decorre não apenas do desconhecimento das partes, mas, por informações incertas muitas vezes disponibilizadas na própria internet que, na maioria das vezes, segue opiniões sem prévia análise jurídica da situação e ausência de menção aos deveres mútuos (também reputados legalmente aos adquirentes).

Pois bem, ao finalizar da obra, é obrigação inequívoca do construtor buscar a emissão da respectiva C.C.O. (Certidão de Conclusão de Obra), do Habite-se e proceder às devidas averbações em matrícula. Tais títulos devem ser entregues, obrigatoriamente, ao proprietário do imóvel, e, em se tratando de condomínio, deverão ser mantidas arquivadas para fins de segurança e de eventuais consultas/necessidades pelo síndico.

Ademais, além de sobreditos documentos, seguem como dever do construtor e incorporador a disponibilização aos proprietários: 1.  Dos documentos legais (Matrícula atualizada, Alvarás, Certidões de conclusão, certidões negativas, habite-se), 2. Projeto de Fundações, 3. Projeto Estrutural, 4. Projeto Arquitetônico, 5.  Projeto Hidráulico, 6.Projeto Elétrico, 7. Do Plano de combate a incêndio, 8. Da Vistoria do corpo de bombeiros, 8. Dos Projetos de estrutura metálica (quando for o caso), 9. Projeto de impermeabilização, 10. Projeto de Pressurização, 11. Projeto de Telefonia, entre outros projetos que digam respeito ao empreendimento entregue, 12. Do Memorial descritivo e 13. Do Manual do Proprietário e Garantias.

A obrigatoriedade da apresentação e entrega de sobreditos documentos é convencionada pela Lei 4.591/64 em seus artigos 32 e 48 e, nos casos em que se discuta relação de consumo, também pelos artigos 30 e 31 do Código de Defesa do Consumidor. Todos visam cumprir com o princípio da informação e transparência (clara, precisa e técnica) quanto ao serviço prestado e ao produto entregue, vindo assegurar  consumidores em seus direitos e resguardar o construtor/incorporador de solicitações inadequadas e não condizentes com o seu produto e/ou serviço.

Dito isto, é certo que empresas de engenharia, construtoras e incorporadoras DEVEM atender às normativas técnicas e garantias legais previstas em nosso ordenamento jurídico, assim como os adquirentes/consumidores possuem DIREITO à reivindicar tais assertivas dos fornecedores (cumprimento das obrigações firmadas nos instrumentos particulares de compra e venda), entretanto, a problemática disposta pelo presente artigo, se insurge no contínuo pensamento equivocado e compartilhado sobre prazos de garantia. É rotineira a confusão estabelecida em relação ao artigo 618 do Código Civil e artigo 26 do Código de Defesa do Consumidor quando se trata dos demais materiais inseridos na edificação (prazo do fornecedor acrescido do prazo contratual).

No que se refere ao artigo 618 do Código civil, mister destacar que este discorre quanto à estrutura do imóvel e material empenhados nesta, podendo, inclusive, se estender por maior prazo, caso o fornecedor e/ou construtor assegure maior tempo.

Art. 618. Nos contratos de empreitada de edifícios ou outras construções consideráveis, o empreiteiro de materiais e execução responderá, durante o prazo irredutível de cinco anos, pela solidez e segurança do trabalho, assim em razão dos materiais, como do solo.

Logo, vislumbra-se a obrigação do construtor/incorporador em assegurar a solidez da estrutura por 5 (cinco) anos, à contar da emissão do habite-se ou da entrega da unidade imobiliária ao proprietário (o que se der por último).

Ainda, ao destacar o artigo 618 do Código Civil, cumpre lembrar que o prazo de 5 anos, trata-se de simples parâmetro legal, já que alguns materiais e fatores como pintura, cerâmicas, revestimentos, elevadores, esquadrias, telhas entre outros, possuem prazos distintos, em sua maior parte, menores que os 5 (cinco) anos assegurados para estrutura, até porque são equipamentos e peças com grande circulação de pessoas e que podem ser facilmente danificadas com o simples uso no dia-a-dia.

Neste desiderato, importa trazer ao contexto o artigo 205 do Código Civil, cuja leitura ocasiona em alguns equívocos de interpretação. Insta frisar que o prazo de 10 (dez) anos  previsto ao artigo 205, diz respeito a pretensão (ingresso) da demanda judicial por vício oculto, mas, que se tornou aparente apenas após os 5 (cinco) anos de garantia legal e contratual.

Comprovado que o vício oculto surgiu em decorrência de defeito na construção verificado no período de sua responsabilização legal, ou seja, durante os 5 (cinco) anos dispostos ao artigo 618, CC, o construtor poderá ser acionado na justiça pelo prazo de 10 anos (à contar da entrega do empreendimento).

Nesta senda, de maneira a corroborar com o código civil e mesmo esclarecer de maneira pormenorizada as demais garantias legais de cunho construtivo, (quando relação consumerista), os artigos 26 e 27 apontam respectivamente os vícios (art. 26) e os defeitos (art. 27).

Vícios:

Art. 26. O direito de reclamar pelos vícios aparentes ou de fácil constatação caduca em:

(…) II – noventa dias, tratando-se de fornecimento de serviço e de produtos duráveis.

§1° Inicia-se a contagem do prazo decadencial a partir da entrega efetiva do produto ou do término da execução dos serviços.

 Defeitos:

Art. 27. Prescreve em cinco anos a pretensão à reparação pelos danos causados por fato do produto ou do serviço prevista na Seção II deste Capítulo, iniciando-se a contagem do prazo a partir do conhecimento do dano e de sua autoria.

Destarte, além do prazo legal, necessário mencionar o prazo contratual de garantia, que virá descriminado ou até mesmo dilatado por intermédio do instrumento contratual ou do manual do proprietário. Este prazo poderá ser diferenciado para cada componente da edificação, podendo tomar por base (parâmetro) normativas próprias da engenharia civil (ex. NBR15575).

Ao extinguir o prazo legal e contratual firmado com o fornecedor, transfere-se a obrigação de manutenção da edificação ao proprietário do imóvel (quando unidade autônoma), ou ao condomínio (quando área comum), para que então se alcance a Vida Útil (VU) esperada do edifício e seus sistemas. Ainda, caso venha ocorrer situação que danifique uma unidade autônoma pela ausência de manutenção de item de responsabilidade do condomínio, cumprirá ao condomínio o dever de reparar ou ressarcir os danos ocasionados à unidade, se, devidamente comprovada tal responsabilidade, e não mais a construtora.

Logo, ao negligenciarem manutenções necessárias (mensais, anuais) e as orientações dispostas no Manual do Proprietário (manual de uso) e, escoados os prazos legais e contratuais acima dispostos, não poderão os adquirentes pleitearem reparos à construtora, posto que, suas responsabilidades não serão para a eternidade.

Eventuais danos constatados por ausência de manutenção (seja da unidade ou condomínio em geral), deverão ser apurados pela administração do condomínio, cumprindo, portanto, aos síndicos, registrarem e arquivarem adequadamente todos os projetos, certificados, As Build e comprovantes das manutenções ocorridas anualmente (ARTs, RRTs, contratos de prestação de serviço, notas fiscais entre outros documentos inerentes à manutenção).

Deste modo, visando evitar controvérsias e manter ciência de ambas as partes (vendedor e comprador), quanto aos prazos de garantia, orientamos nossos clientes pela elaboração do Manual do Proprietário e Garantias, em vista de tratar-se de documento essencial à segurança e vida útil do empreendimento, podendo abarcar inclusive cópia do memorial descritivo, projetos do imóvel, orientações de uso de equipamentos, contatos de fornecedores, prazos de garantia legal, contratual e mesmo eventuais reparos que podem ocasionar em exclusão (perda) da garantia ofertada pelo construtor, se desenvolvidos por profissional externo e não habilitado.

Destacado documento ainda se traduz em plena relevância, vez que esclarece e firma prazos concretos para reparos e trocas em prol do proprietário e condomínio. De outro norte, assegura aos construtores tranquilidade contra solicitações exacerbadas, dispondo de prazo documental cujo comprador possui a devida ciência e exara anuência ao receber.

A elaboração e entrega do manual do proprietário assegura aos envolvidos transparência, orientações adequadas e previne discussões desnecessárias.

Em que pese a importância do documento, verifica-se no day to day que são poucas as empresas de construção e incorporação que possuem por hábito a entrega de sobredito manual, o que leva muitas vezes à necessidade de intervenção jurídica para tentativa de um acordo entre as partes (resolução extrajudicial) e mesmo, demanda judicial, sendo que poderiam ser abreviados os casos por simples previsão de garantia expressa.

Escritório de Advocacia Pavão e Camacho

O escritório Pavão & Camacho Advogados orienta os seus clientes pela consecução do instrumento destacado, a fim de evitar transtornos desnecessários e promover a resolução dos conflitos de maneira mais tranquila e menos onerosa para os seus clientes.

Prevenir ao invés de remediar!

 

Matéria por: Dra. Carolina Pavão da Silva | OAB/SC: 35.851

 

KÜSTER MACHADO – Informativo

Por que realizar uma auditoria trabalhista em sua empresa?
Serviço otimiza a produção e reduz gastos com processos 
Cyber Seguros como proteção contra ataques cibernéticos
* Por Paula Tudisco
Considerações acerca da aposentadoria por invalidez
* Por Ana Paula Nunes Viotto
O efeito Trump nas relações comerciais do Brasil
* Por Filipe Küster
Restituição dos valores recolhidos a título de contribuição previdenciária superiores ao teto
* Por Gabriel Akira Yano

 

Saiba o que muda para o trabalhador com a reforma
Agora São Paulo impressoPublicado em 20/07/2017
Seguro: advogado explica prós econtras de duas opções
SegnewsPublicado em 18/07/2017
Advogado esclarece dúvidas sobre o PERT
Novo MomentoPublicado em 12/07/2017

 

Consulte também o Catálogo Online CREA-SC, Ferramenta online de negócios.

Solicite um consultor pelo telefone 48 3031-3838.

Catálogo Empresarial CREA-SC 2017: atualize seu cadastro até 30/04

Atenção!

  1. Sua Empresa é Registrada do CREA-SC?
  2. Deseja publicá-la gratuitamente na 8ª edição do Catálogo Empresarial 2017?

Então não perca tempo! Atualize agora seu cadastro e garanta a visibilidade comercial da sua empresa (o prazo termina dia 30/04).

Para confirmar ou alterar os dados da empresa acesse o formulário (apenas por este link).

A relação das empresas registradas no CREA-SC e em dia com a anuidade de 2016 foi disponibilizada pelo conselho da entidade no início de 2017. A publicação dos dados é gratuita, mas as empresas que não atualizarem o cadastro não serão incluídas na edição anual (impressa e via internet).

8ª Edição – Catálogo Empresarial CREA-SC

Com objetivo de aprimorar o atendimento aos profissionais e empresas da engenharia e da agronomia do estado, o Catálogo Empresarial do CREA-SC chega à sua 8ª edição com vários recursos, que incluem:

  • a possibilidade de publicação e divulgação das redes sociais (facebook e twitter) das empresas registradas,
  • facilidades na ferramenta de pesquisa de empresas e/ou produtos e aumento de relevância no Google de acordo com a quantidade de acessos.

Elaborado pela EBGE Santa Catarina em parceria com o CREA-SC e sem ônus para a entidade, o Catálogo é um produto voltado aos setores da engenharia e da agronomia e profissões da área tecnológica do Estado e lista as empresas registradas e atualizadas junto ao CREA-SC.

Esta poderosa ferramenta fortalece as relações entre registrados, fornecedores e prestadores de serviços e serve como uma sólida ponte para novos negócios.

Um sonho: morar e treinar no mesmo lugar!

A EBGE Santa Catarina apresenta um novo parceiro: Fit4 Store Balneário Camboriú – soluções em equipamentos para academia e espaço fitness em condomínio. Torne realidade o sonho de moradores pouparem tempo – e desculpas – para treinar em casa.

Enfrentamos muita correria no dia a dia: trabalho, estudo, trânsito complicado e uma série de compromissos comprometem a rotina dos treinos. Ao final de cada dia, tudo o que se quer é ficar em casa. E se isso significasse, também, ir à academia?

Em razão disso muitos empreendimentos imobiliários já oferecem infraestrutura que inclui uma academia no condomínio. Isso agrega valor aos imóveis pois apresenta um benefício na hora da compra, especialmente por quem se preocupa com a qualidade dos equipamentos e a ambientação do local para a prática esportiva.

Qualidade em equipamento é com a Fit4 Store – a maior rede de lojas fitness do Brasil. Somos referência na área com os projetos Fitness Center Reebok, Fitness Center Olympikus e Fitness Center Movement, que transformam a academia de qualquer condomínio em um ambiente motivador e agradável para os treinos.

Se o seu condomínio ainda não possui um espaço assim, agora é a hora. Alie comodidade e saúde em um só lugar. Veja o que a Fit4 Store Balneário Camboriú pode fazer por você e seus vizinhos no nosso site: http://www.fit4.com.br/loja/balneario

Veja a empresa aqui no portal: https://portaldenegocios.com/crea/sc/catalogo-empresarial/empresas/fit4-store

Faça parte do Catálogo do CREA-SC e conheça as possibilidades de alavancar os seus negócios pelo Brasil. Solicite um dos consultores da EBGE Santa Catarina, ligue (48) 3031-3838.

7 PASSOS PARA INSPECIONAR AS INSTALAÇÕES DE GÁS EM CONDOMÍNIOS

A gestão de condomínios – residenciais ou comerciais – exige que o responsável esteja atento a diversas atividades essenciais para a segurança de todos. Por isso que o cuidado preventivo é sempre o mais indicado para evitar danos.

Com objetivo de melhor atender o seu condomínio a GLP Central preparou um manual com 7 passos para inspecionar e fazer a manutenção adequada em instalações de gás para auxiliar administradores prediais.

Siga cada item abaixo com atenção:

1 – Na Central de Gás verifique:

  1. a conservação dos tanques
  2. as válvulas de retenção
  3. os chicotes para módulo central
  4. e a válvula esfera

1-ebge-glp-passo-12 – No Quadro de Manobra verique:

  1. o regular do 1º estágio
  2. o manômetro (1,5 kg/cm²)
  3. e a válvula esfera

3 – Na Válvula de Corte verifique:

  1. a conservação geral das tubulações
  2. e a conservação da válvula esfera

4 – Siga então para a Rede Primária e verifique:

  1. a conservação geral das tubulações
  2. a retirada de vazamentos
  3. e os testes de estanqueidade (anualmente)

5 – Verifique a validade de cada componente dos Medidores de Gás:

  1. registros (5 anos)
  2. reguladores (5 anos)
  3. e dos medidores de gás (10 anos)

6 – A validade também deve ser verificada nos Registros e Mangueiras:

  1. registros (5 anos)
  2. mangueiras (5 ano

7 – Certifique que haja Ventilação Permanente:

Na cozinha ou área de serviço é fundamental que a ventilação tenha funcionamento correto e seguro para o sistema.

2-ebge-glp-manual-passos

Se observar qualquer alteração nos padrões acima, chame profissionais habilitados para fazer a manutenção desses equipamentos. Lidar com gás é coisa séria, não deixe para resolver “depois”.

RESPONSABILIDADE LEGAL

Toda a manutenção e inspeção geral, referente ao gás de condomínio é de inteira responsabilidade do síndico conforme previsto em lei. Veja o que diz o artigo 159 do Código Civil brasileiro: “Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência, ou imprudência, violar direito, ou causar prejuízo a outrem, fica obrigado a reparar o dano.”

Isso significa que se houver algum acidente envolvendo a instalação de gás e a investigação verificar que foi por negligência da administração, o síndico responde pessoalmente pelo dano, ou seja, a indenização sairá do seu bolso.

Este conteúdo é cortesia de GLP Central, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC, da EBGE Santa Catarina. Faça negócios com a ferramenta mais confiável do mercado catarinense, solicite um consultor pelo telefone (48) 3031-3838 e conheça as 10.000 possibilidades que temos para você.

Em breve a Cartilha de Empreendimentos CREA/Sinduscon! Acompanhe!

Até final de novembro o CREA-SC, em conjunto com o SINDUSCON, deve lançar a Cartilha de Empreendimentos Residenciais e/ou Comerciais em Construção Civil de SC.

O objetivo é qualificar e padronizar a metodologia de fiscalização em Santa Catarina. Este material servirá também como referência para a qualidade dos empreendimentos e a segurança dos cidadãos.

Nós da EBGE Santa Catarina vamos noticiar aqui no blog assim que isso acontecer ok?

Confira mais informações na matéria veiculada pelo site no CREA SC:

CREA e Sinduscon lançam Cartilha de Empreendimentos em construção de SC

O CREA-SC e o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Santa Catarina lançam em parceria, a Cartilha de Empreendimentos Residenciais e/ ou Comerciais em Construção de Santa Catarina. Com o objetivo de qualificar e padronizar a metodologia de fiscalização no estado, o documento apresenta as principais atividades a serem fiscalizadas nas obras visando à qualidade dos empreendimentos e a segurança da sociedade catarinense.

O material é resultado de um trabalho envolvendo o Departamento de Fiscalização que se iniciou em abril e deve se concretizar em novembro deste ano. O gerente de fiscalização do CREA-SC, Eng. Agr. Felipe Penter, explica que além de subsidiar o trabalho dos fiscais, servindo de guia na identificação das atividades relacionadas na Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), a Cartilha cita termos e conceitos técnicos utilizados na construção civil e nas diferentes áreas da engenharia.

 O presidente do CREA-SC destaca a importância do documento como instrumento de valorização profissional.  “A Cartilha respalda os profissionais registrados que atuam dentro da legalidade, respeitando a legislação vigente e adotando como premissa a conduta ética, transparente e responsável, combatendo também a informalidade.”

Como é de conhecimento, a ART é o instrumento pelo qual o profissional registra suas atividades, definindo para efeitos legais a responsabilização técnica pela execução de obras, serviços, cargos e funções, permitindo também o registro destas atividades no seu Acervo Técnico.

O presidente acrescenta ainda que a Cartilha vai ao encontro da Política da Qualidade que é o comprometimento com a prestação de serviços de qualidade, visando à melhoria dos processos e procedimentos e, o aprimoramento dos profissionais e dos colaboradores.

 

 

20 anos de tradição em polimento de metais

A Polimento de Metais Testoni (POLIMET) surgiu em meados de 1996  com o objetivo de fornecer para as empresas de transformação de plásticos e ferramentarias um acabamento diferenciado no seus produtos finais. Nossos principais métodos de trabalho são:

  • o polimento espelhado nas cavidades fixas
  • polimento funcional nas cavidades móveis, gavetas e insertos para auxiliar na extração.

3-polimet-polimento-metal-ebge

Qualidade, tecnologia, profissionais especializados, estrutura eficiente e garantia de entrega fazem parte da filosofia de trabalho da POLIMET que há 20 anos atende uma demanda de polimento e confecção de componentes para moldes de injeção.

Nossa equipe é composta por 18 profissionais ágeis capazes de produzir 2700 horas por mês.

2-polimet-polimento-fabrica-ebge

Este esforço é para aprimorar os serviços e garantir a satisfação plena de nossos clientes. Buscamos oferecer, ainda, qualidade e profissionalismo a todas as empresas que confiam na Polimento de Metais Testoni (POLIMET).

Esta empresa é cliente do Catálogo Empresarial do CREA-SC. Quer potencializar a sua cartela de clientes?
Ligue para a EBGE Santa Catarina e solicite um consultor: (48) 3031-3838.

5 vantagens das escadas pré-moldadas de concreto – Escadas Munarim

As escadas pré-moldadas de concreto são produzidas em fábricas, degrau por degrau e depois transportados e montados no local da construção ou reforma.

Saiba as vantagens de ter esse modelo de escada tanto em casas quanto em empresas:

1. Facilidade de design

O arquiteto ou o projetista faz o projeto técnico com as medidas específicas de cada degrau, para que ela se encaixe perfeitamente no ambiente desejado.

Com as imagens em mãos, estes profissionais podem personalizar detalhes como tamanho e forma junto com seus clientes. Assim, a escada pode ter o design adequado antes da produção.

2. Instalação rápida

As escadas pré-moldadas exigem menos tempo de instalação. Por ser mais leve que as tradicionais ganha-se tempo e valorização do imóvel.

É importante contratar uma empresa especializada neste tipo de produção. A Escadas Munarim é referência de mercado em Santa Catarina e tem as melhores soluções para estas estruturas.

3. Montagem facilitada

Como a escada pré-moldada é feita com um único componente, tem um design estável e não assenta ou muda como as outras escadas. Caso isso ocorra, sua unidade facilita o ajuste apenas dos blocos que a escada assenta.

4. Sem rachaduras ou fendas

Com um design sem junções ou fendas as escadas pré-moldadas levam vantagem sobre as tradicionais de concreto. Isso diminui a infiltração de umidade e mantém a estrutura íntegra por mais tempo.

5. Objeto decorativo

Muito mais do que um meio de acessar ambientes as escadas devem compor as casas e empresas com desenho diferenciado, incorporando-se à decoração.

2-ebge-escadas-munarim

Dica Escadas Munarim: planeje o visual da escada assim que começar os primeiros passos do projeto da casa, desta forma tudo estará em harmonia.

A EBGE Santa Catarina tem orgulho de compartilhar há 8 edições a participação da Escadas Munarim. Desde a primeira publicação do Catálogo Empresarial do CREA-SC seus proprietários acreditam no potencial desta mídia como ferramenta de negócios e posicionamento da marca Escadas Munarim.

Por isso compartilhamos com você esta solução em escada.

Saiba como fazer parte do Catálogo Empresarial do CREA-SC. Ligue para (48) 3031-3838 e solicite um consultor.

#JuntosSomosMaisFortes #EBGESC #CREASC

 

Galvanização a fogo: protege o ferro contra corrosão

Esta solução da engenharia impede que materiais base como o aço, ferro fundido ou açopatinável sejam afetados por substâncias e ambientes corrosivos.

Isso só ocorre porque o processo de Zincagem por Imersão Quente – conhecido como Galvanização a Fogo – reveste o produto com zinco, ou liga que contenha metal, que gera proteção catódica ou seja, no processo de corrosão a substância que suporta os danos é o zinco e não o metal.

Recentemente a ABNT publicou a norma NBR 16300:2016 que estabelece os requisitos e os métodos de ensaio para a Galvanização por Imersão a Que­nte de barras de aço para armadura de concreto armado.

Isso mostra a relevância deste método para indústria, por isso é preciso contar com profissionais e empresas que estejam atualizados.

Como exemplificado a seguir, a falta de proteção em estruturas metálicas pode gerar sérios problemas estruturais.

Nossos velhos problemas de corrosão

Em Florianópolis conhecemos de perto os danos causados pela ação do tempo e do mar. Duas pontes da Capital já foram notícia nas mídias.

A ponte de Ratones, construída na década de 50, atualmente está com a estrutura metálica exposta e sofre problemas de sustentação.

2-raitz-ebge-concreto-ferro-armacao

*imagens ilustrativas – vergalhões enferrujados

 

3-raitz-ebge-concreto-ferro

*imagens ilustrativas – vergalhões enferrujados

O caso mais famoso, no entanto, é a ponte Hercílio Luz. Este cartão postal da ilha no alto dos seus 89 anos passa por um processo de restauração, mas em 2015 a Associação Catarinense de Engenheiros alertou para o fato de que a ferrugem comprometia a estrutura dos pilares de sustentação. Com soluções modernas como a Galvanização a Fogo estas questões poderiam ser minimizadas.

4-raitz-ebge-vergalhao-galvanizado-a

*imagens ilustrativas – vergalhões galvanizados

 

5-raitz-vergalhao-galvanizado-b

*imagens ilustrativas – vergalhões galvanizados

 

Galvanização a fogo em Santa Catarina

Aqui no blog da EBGE Santa Catarina temos o orgulho de apresentar a empresa Galvanização Raitz.

Há 27 anos no mercado, a Raitz surgiu com o propósito de oferecer qualidade e tecnologia no tratamento de superfícies metálicas. Segundo o proprietário a empresa tem capacidade de atender a indústria com objetos de qualquer tamanho, peso, forma e complexidade.

6-galvanized-raitz

Observe acima o comparativo entre uma chapa de aço galvanizado desde o primeiro dia até a finalização no 30º dia.

 

Conheça mais sobre os serviços que a Galvanização Raitz oferece no Catálogo Empresarial CREA-SC. Acesse:

https://portaldenegocios.com/crea/sc/catalogo-empresarial/empresas/jsr-galvanizacao

Quer saber como fazer parte desta publicação e correr o risco de fazer negócios com mais de 20.000 empresas? Solicite um de nossos consultores pelo telefone (48) 3031-3838.

Fonte:
BBMAPFRE: Boletim Informativo TecnoDicas – 26/07/2016
RICMais: – 05/08/2014
RICMais – 29/01/2015