Posts

Impressora 3D: O que é e como utilizar na indústria? – Wishbox

Impressora 3D: O que é e como utilizar na indústria? - Wishbox

A impressão 3D já está presente no nosso cotidiano, mas, muitas vezes, não é percebida.

Grandes indústrias de eletrodomésticos, automóveis e até mesmo de aviões já estão fazendo o uso dessa tecnologia.

Mas, não são apenas grandes indústrias que podem aproveitar as vantagens da impressora 3D.

Pequenas e médias indústrias também já estão investindo nesse novo método de produção!

Quer saber o que é impressora 3D e como essa tecnologia pode ajudar no crescimento da sua indústria? Continue lendo!

O que é uma impressora 3D?

Impressora 3D: O que é e como utilizar na indústria? - Wishbox

Fonte: All3DP.

A impressora 3D foi criada em 1984 pelo engenheiro Chuck Hull, na Califórnia.

Hull trabalhava em uma empresa que utilizava luz ultravioleta para colocar finas camadas de plástico ao redor de móveis, esse processo demorava até 2 meses.

Pensando em uma forma de otimizar essa técnica, Hull acreditou que seria mais prático colocar camadas muito finas de resina líquida, uma em cima da outra, e, utilizando luz UV, deixá-las sólidas.

O engenheiro conseguiu fazer isso utilizando materiais fotopolímeros, ou seja, polímeros que ao ter contato com a luz UV se transformavam do estado líquido para o sólido.

Esse método, atualmente, é chamado de impressão 3D SLA ou estereolitografia. E foi assim que surgiu o primeiro modelo de impressora 3D.

Atualmente, as três principais técnicas de impressão 3D são:

  • SLS – Sintetização a laser;
  • SLA – Estereolitografia;
  • FDM / FFF – Modelagem por fusão e deposição, sendo essa última a mais comum.

Se você saber mais sobre como funcionam essas maneiras de imprimir em 3D, acesse esse post.

De forma resumida, podemos falar que a impressora 3D é uma máquina que consegue transformar um objeto virtual em real.

Como a impressora 3D cria uma peça?

A criação de uma peça 3D começa muito antes de ir para a impressão.

O primeiro passo na criação acontece em softwares de desenho digital para projetos 3D, chamados de CAD.

Quando fazemos o desenho de uma peça a mão, temos a limitação da nossa visão.

Mas, como a peça é feita em um software, é possível dar zoom e colocar mais detalhes.

Por isso, muitas empresas já utilizam essa tecnologia para fazer a impressão de pequenas partes de motores ou objetos que exigem encaixes perfeitos.

Com o projeto já feito, é só mandar para impressora 3D!

As peças criadas pela impressora 3D são feitas em camadas, começando pela parte inferior e subindo até finalizar.

Por essa razão, é possível criar as geometrias mais variadas e complexas, onde as peças não contam com junções. O que não seria possível com nenhuma outra técnica de fabricação.

Qual o impacto da impressora 3D nas indústrias?

No momento que a impressora 3D surgiu, ela já começou a impactar as indústrias.

Os primeiros usos dessa tecnologia foi na produção de peças de automóveis, sendo utilizada pela General Motors e também pela Mercedes-Benz.

Depois disso, outras indústrias perceberam que a impressora 3D seria uma oportunidade única para produzir peças sob medida e com um custo menor.

Podemos citar, como exemplo, o investimento da Boeing para produzir peças mais resistentes para seus aviões.

A indústria médica também utiliza impressões 3D para produzir próteses e implantes e até mesmo réplicas de partes do corpo.

Como a impressora 3D pode ajudar minha indústria?

Impressora 3D: O que é e como utilizar na indústria? - Wishbox

Fonte: Ultimaker

Muitas pessoas julgam que por ser uma tecnologia utilizada por grandes empresas, ela é inacessível para sua indústria por ser cara. Isso não é verdade!

A tecnologia avançou muito nos últimos anos e a chegada das impressoras 3D desktop tornou a tecnologia acessível para todos. Uma de suas principais vantagens é que se pode ter um retorno sobre o investimento em impressora 3D muito rápido.

Em relação ao uso, dependerá muito do que sua indústria produz, mas, em geral, é utilizada para fazer protótipos e impressão de peças pequenas com grande nível de detalhes.

Contar com essa tecnologia dentro da sua indústria é um grande diferencial, uma vez que barateia os processos e ainda facilita a concepção e produção de novos produtos.

Diminuição nos custos

A impressora 3D permite que muitos dos processos sejam barateados, uma vez que se torna possível reproduzir peças antes compradas.

Uma empresa de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, teve uma redução dos custos de 96% após comprar uma impressora 3D.

Uma peça que custava entre R$ 300 e R$ 400, passou a custar R$ 14.

O gerente da empresa afirma que em apenas 3 semanas, a impressora 3D já se pagou.

Agilidade nos processos de criação

Se sua indústria cria produtos, sabe que a produção de um protótipo pode dar trabalho.

Além de ter que criar todo o projeto, muitas vezes é necessário contratar uma empresa para fazer a produção da peça, tendo que esperar semanas até ficar pronta.

Durante essa espera, o projeto pode sofrer mudanças e tornar o protótipo obsoleto.

A utilização da impressora 3D na criação e impressão de protótipos tem como vantagem a agilidade, independência e, claro, facilidade de modificação do projeto.

Além disso, a criação de um produto com mais agilidade é um grande diferencial dentro do mercado atual, fazendo com que seu negócio se destaque entre os concorrentes.

Se você ficou interessado em adquirir uma impressora 3D para sua indústria, fale com a Wishbox Technologies, empresa especializada na área!

Fonte:
Wishbox
Gauchazh
Techtudo
Veja
Airway

Impressora 3D: O que é e como utilizar na indústria? - Wishbox

A Wishbox Technologies é uma empresa especializada em manufatura aditiva, dando consultoria e ajudando na implementação de impressoras 3D.

Localizada em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, a empresa é pioneira em trazer esse tipo de tecnologia para o Brasil.

Trabalhando com indústrias, universidades e também com projetos pessoais, a Wishbox Technologies está pronta para ajudar você!

Conheça neste link todas as informações de contato da Wishbox Technologies, empresa parceira do Cadastro Empresarial Santa Catarina.

Matéria escrita por: Sarah das Neves

Sabia que a sua Indústria pode ressarcir mais de 80% do ICMS incidente na Conta de Energia?

Você sabe o porquê da cobrança todas aquelas taxas, com siglas estranhas, que vêm na sua conta de energia elétrica? Pois saiba que você pode evitar a cobrança de pelo menos uma delas, o ICMS.

Muitos empresários ainda não sabem que o ICMS cobrado sobre o valor da conta de energia elétrica só pode ser aplicado sobre o valor consumido no setor administrativo da empresa, e que todo o ICMS cobrado sobre o valor consumido pelo setor produtivo é isento.

A concessionária de energia normalmente considera que o setor administrativo das indústrias em geral consomem em torno de 20% de todo o valor medido na conta mensal, podendo assim se creditar de 80% do ICMS da conta.

ebgesc

De acordo com a lei complementar 102/2000 e subsequentes atos complementares, a empresa que quiser se creditar do valor real consumido pelo setor produtivo deverá solicitar a um perito habilitado (Engenheiro Eletricista) a elaboração de um laudo que demonstre o valor exato do consumo do setor administrativo da mesma.

Na prática, quando se levanta as cargas do setor administrativo de uma indústria, com raras exceções, se demonstra que o mesmo é responsável por 1% a 8% do consumo total de energia, permitindo que a empresa credite de 99% a 92% do ICMS da conta.

Isso acaba fazendo muita diferença no valor final. Veja essa simulação:

Uma empresa com uma conta mensal de R$200.000,00 de energia, por padrão recuperaria R$ 40.000,00 por mês de ICMS (R$ 200.000,00 x 25% de ICMS = R$ 50.000,00. Crédito de 80% sobre R$ 50.000,00 = R$ 40.000,00).

Caso esta mesma empresa tenha um laudo que determina que o valor consumido pelo administrativo é de 1%, então o valor do crédito do ICMS a ser recuperado passa para R$ 49.500,00, ou seja, um acréscimo mensal de R$ 9.500,00 para o exemplo acima.

Outra informação importante é que este processo não envolve o setor jurídico, pois se trata de mero processo administrativo. Ou seja, o setor financeiro passa a se creditar do valor determinado pelo laudo emitido pelo perito e caso o órgão fiscalizador solicite informações sobre o porquê da mudança, deverá apenas apresentar o laudo.

Na atual situação econômica brasileira, onde o empresariado sofre com uma carga tributária violenta e um mercado nada promissor, acreditamos que todos os valores que o mesmo possa recuperar de forma totalmente legal, deve ser prioridade.

A AMPER ENERGIA é especializada em eficiência energética e atua lado a lado das empresas para reduzir ao máximo os custos de energia, seja com mudanças no setor produtivo, ou pelo uso de novas tecnologias, ou pela troca de iluminação antiga por LED e/ou pela geração fotovoltaica, assim como pela adoção de medidas administrativas como o caso do laudo para crédito de ICMS da conta de energia.

Importante: Este benefício apenas se aplica às indústrias de transformação. Não se aplica, portanto, aos demais setores econômicos como prestadores de serviços, comércio, etc. Também não se aplica às empresas optantes pelo SIMPLES.

Quer saber mais sobre o ressarcimento do ICMS? Basta preencher o formulário de contato encontrado neste link!

Casa da Cisterna: Benefícios da água da chuva para a indústria

ebgesc

A água é essencial para todas as formas de vida, e também um recurso cada vez mais escasso. Menos de 1% da água presente no Planeta Terra está disponível em rios e lagos para abastecer as cidades. E desse percentual ainda, os fatores poluição, desperdício e aumento populacional têm diminuído mais e mais o acesso ao recurso.

Essa situação alarmante apenas atenta para a crescente necessidade de preservação da água potável. E uma das formas mais eficientes de fazer isso é aproveitar a água da chuva, que pode ser utilizada em inúmeras atividades, como: Limpeza de áreas externas e veículos, regar plantas, descarga sanitária, na piscina, para lavar roupa, etc.

Na Indústria, o aproveitamento da água da chuva também traz muitas vantagens, tanto econômicas quanto ambientais. Continue lendo e saiba mais sobre como sua empresa pode se beneficiar ao aproveitar a água da chuva.

Aproveitar a água da chuva na Indústria

A água é um recurso natural do qual dependem todas as formas de vida, e também todos os processos da civilização humana. Agricultura, pecuária e produção industrial, todos esses setores envolvem o uso de água. No entanto, muitos desses processos, especialmente na indústria, podem ser perfeitamente desempenhados com água da chuva. De tal forma, a água potável e tratada esta cada vez mais escassa, como já foi dito, e preservada apenas para o consumo.

ebgesc

Assim, os benefícios da água da chuva para processos industriais são inúmeros. Veja:

– Economia financeira: Ao se utilizar água da chuva em processos industriais, diminui-se drasticamente o uso de água tratada que vem da rede de abastecimento. Isso, por consequência, gera uma economia significativa nas contas de água e esgoto.

– Preservação de água potável: Além de economia na conta de água, usar a água da chuva também preserva a água potável apenas para os fins mais necessários,v como o consumo humano.

– Cuidados com o meio ambiente: Ao preservar a água potável, incentiva-se também outros cuidados com o meio ambiente, como a redução do lixo e descarte responsável.

– Redução do risco de alagamentos e enchentes: A urbanização das cidades gera cada vez mais uma alta taxa de impermeabilidade, ou seja, o concreto das construções impede que a água da chuva se infiltre no solo, causando assim enchentes e alagamentos, trazendo transtornos e perdas financeiras, além de riscos à saúde. O armazenamento de água da chuva, no entanto, serve como uma forma de escoamento, além de poder ser aproveitada mais tarde. Quanto mais residências, empresas, indústrias e demais edificações adotarem o uso das Cisternas (recipientes próprios para armazenar e aproveitar a água da chuva), menores serão as chances de alagamentos na região, beneficiando a todos.

– Valorização de marca: A sustentabilidade e ações ecologicamente corretas são cada vez mais incentivadas, valorizadas e enaltecidas, e isso reflete também em uma maior valorização das marcas e empresas que as adotam.

– Valorização do imóvel: Da mesma forma que ocorre com as marcas, adotar ações sustentáveis traz uma maior valorização econômica para os imóveis e construções.

ebgesc

Vale destacar apenas que, para que se possa aproveitar a água da chuva é necessário filtrá-la e armazená-la corretamente, com o uso de Cisternas e Filtros próprios. A Casa da Cisterna é especializada no segmento e possui todas essas soluções completas, com modelos e tamanhos variados, além da alta qualidade em todos os seus produtos.

Conheça neste link todas as informações de contato da Casa da Cisterna, empresa parceira do Catálogo Empresarial CREA-SC.

Indústria 4.0 – A nova Revolução Industrial

A digitalização está em toda parte. Telefones celulares estão cheios de aplicativos em rede, os automóveis estão se transformando em computadores que podem ser dirigidos. A digitalização da indústria de fabricação é um tópico de interesse mundial. Novos produtos devem ser levados ao mercado em períodos de tempo ainda mais curtos. Os clientes exigem produtos que atendam a suas necessidades específicas. Mercados em rápida mudança pedem um nível crescente de flexibilidade. E o constante desejo de aumentar a eficiência significa tempo de desenvolvimento e uso eficiente de recursos e energia cada vez menores. Empresas que querem ser bem-sucedidas no futuro estão buscando as oportunidades fornecidas pela digitalização agora. A digitalização promete custos menores, melhoria na qualidade de produção, flexibilidade e eficiência, menor tempo de resposta para solicitações de clientes e demandas do mercado, e também abre áreas de negócios novas e inovadoras.

“Independentemente do setor ou do tamanho da empresa, por esses motivos, é fundamental que todos os tomadores de decisões invistam no futuro hoje.”

A aplicação em larga escala da automação na produção industrial deu origem ao conceito de manufatura avançada. Devido aos impactos significativos do emprego destas tecnologias tanto na produção quanto no desenvolvimento de produtos e na forma de se fazer negócio, estas mudanças estão sendo consideradas a quarta revolução industrial, dando origem ao termo indústria 4.0 como alternativa à expressão manufatura avançada.

Engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura, que podem ser resumidos nos três principais pilares a seguir:

  1. Internet das coisas: Consiste na conexão em rede de objetos físicos, ambientes, veículos e máquinas por meio de dispositivos eletrônicos embarcados que permitem a coleta e troca de dados. Sistemas que funcionam a base da Internet das Coisas e são dotados de sensores e atuadores são denominados de sistemas Cyber-físicos, e são a base da Indústria 4.0.
  2. Big Data Analytics: São estruturas de dados muito extensas e complexas que utilizam novas abordagens para a captura, análise e gerenciamento de informações. Aplicada à Indústria 4.0, a tecnologia de Big Data consiste em 6Cs para lidar com informações relevantes: Conexão (à rede industrial, sensores e CLPs), Cloud (nuvem/dados por demanda), Cyber (modelo e memória), Conteúdo, Comunidade (compartilhamento das informações) e Customização (personalização e valores).
  3. Segurança: Um dos principais desafios para o sucesso da quarta revolução industrial está na segurança e robustez dos sistemas de informação. Problemas como falhas de transmissão na comunicação máquina-máquina, ou até mesmo eventuais “engasgos” do sistema podem causar transtornos na produção. Com toda essa conectividade, também serão necessários sistemas que protejam o know-how da companhia, contido nos arquivos de controle dos processos.

Segundo Fabrício Sousa, gerente sênior de projetos da Porsche Consulting, para fazer a Indústria 4.0 virar realidade, existem quatro premissas para iniciar este processo dentro de qualquer empresa: digitalização, conexão, interação e automatização.

Ainda segundo Fabrício:

“O que pode ser digital vai ser digital; processos que se repetem continuadamente serão digitalizados”

“O software vai dominar o hardware”

“Compartilhar é o futuro. Com tanto conhecimento sendo desenvolvido, você precisa aprender a compartilhar conhecimento para que possa aprender mais também”

“Pense no que pode acabar o seu negócio, se não alguém vai”

“Pense grande, comece pequeno e desenvolva o que funciona”

“Se você quiser ter 100% de certeza, vai estar 100% atrasado”

Pior do que decidir mal é não fazer nada!

Isso significa um novo período no contexto das grandes revoluções industriais. Com as fábricas inteligentes, diversas mudanças estão ocorrendo na forma em que os produtos são manufaturados, causando impactos em diversos setores do mercado.

A manufatura avançada envolve a integração das tecnologias físicas e digitais, a integração das etapas de desenvolvimento, de engenharia da produção e da cadeia produtiva até o uso final do produto e os serviços atrelados a este. Representa muito mais que a automação do processo industrial. É a conexão digital da máquina com o produto, gerando oportunidades na etapa de desenvolvimento da cadeia produtiva e na exploração de novos modelos de negócios.

Com um maior conhecimento por parte das empresas dos ganhos da digitalização, tanto com respeito ao aumento da produtividade como às oportunidades de novos modelos de negócios, haverá maior flexibilização e customização da produção e redução do tempo de lançamento de produtos no mercado.

Com isso as empresas que não adotarem as tecnologias digitais terão muita dificuldade de se manter competitivas e, conseqüentemente, no mercado.

Considerando a importância da digitalização tanto no aumento da eficiência da empresa como no aperfeiçoamento do produto e na criação de novos modelos de negócios, o baixo uso de tecnologias digitais no Brasil afeta negativamente a capacidade competitiva do país na economia global.

O maior acesso à informação e a identificação de parceiros ajudarão na redução da incerteza e na mudança de cultura da empresa.

 

Assim nasceu a MGALTECK, há oito anos, para fornecer soluções tecnológicas em automação industrial com a mais alta confiabilidade e excelência técnica, comercializando e integrando produtos das mais renomadas marcas do mundo da automação, como Controladores Programáveis, Interfaces Homem Máquina, Inversores de Frequência, Fontes de Alimentação, Sensores de Proximidade e Servo-acionamentos, garantindo sempre soluções que atendam às necessidades específicas de cada cliente.

 

Fontes:
Porsche Consulting Brasil

Citisystems

SKA

 

 

Matéria escrita por

Marcelo A.Galdin

ABJ – Soluções Elétricas: Automação industrial, uma grande aliada da economia

As expectativas para o crescimento do PIB em 2018 são positivas, cerca de 3%, segundo o ministro da fazenda, Henrique Meirelles. Porém, por enquanto, a realidade da economia brasileira é outra, o rombo do governo no ano é de R$ 108 bilhões, o pior desde 1997.

Imagem: Freepik

 

Em um momento tão assustador quanto este, é necessário poupar os custos de produção ao máximo – sem diminuir sua eficiência. Existem algumas ótimas opções para quem deseja economizar, principalmente na área industrial. Uma delas é a Automação, que pode colaborar com uma intervenção simples em um dispositivo para melhoria no processo, ou até mesmo com a fabricação de dispositivos e máquinas especiais para uma empresa. No intuito de automatizar, as indústrias precisam primeiramente projetar, avaliar e adquirir componentes a fim de construir um sistema industrial automatizado.

 

O que é um sistema de automação industrial?

 

É um sistema dinâmico, capaz de controlar e prover automaticamente qualquer tipo de produção em indústrias, utilizando um sistema de computador de inteligência artificial. Este tipo de sistema possui diferentes unidades e peças com tarefas e comandos específicos a fim de operar um equipamento, máquina ou linha de produção.

Vários tipos de sensores e processadores também estão ligados ao computador principal para que seja possível obter todos os dados necessários durante o tempo de produção. Alguns acionadores mecânicos também podem ser aplicados no sistema para execução de tarefas difíceis. Os principais benefícios da automação industrial são: aumento da produtividade, redução de custos, melhoria da qualidade, segurança, precisão e monitoramento remoto.

Imagem: Wikipédia

 

Um case de sucesso de automação industrial é o da Herweg S.A., empresa fabricante catarinense de relógios, localizada em Timbó, no Norte de Santa Catarina. Ela recorreu à modernização do parque fabril com o objetivo de reduzir a manutenção e otimizar o consumo de energia elétrica. Eles realizaram a substituição dos motores elétricos antigos por modelos de alto rendimento e inversores de frequência com funções de CLP incorporadas. O resultado foi uma economia anual de 21.802,84 kWh e 32,6% de energia elétrica.

Além do ganho financeiro, a modernização do parque fabril resulta em sustentabilidade para a empresa. Isso porque, o consumo de energia elétrica está diretamente relacionado aos impactos causados ao meio ambiente. Quem busca desfrutar de todos esses benefícios da automação deve buscar empresas especializadas neste ramo, como a ABJ, uma das parceiras da ebgeSC!

 

ABJ – Soluções Elétricas

A ABJ foi criada em 2010 e a sua sede fica na cidade de Blumenau (SC). Ela é uma empresa especializada no setor de Engenharia Elétrica e conta com um departamento técnico e administrativo, constituído por experientes profissionais, o que garante a qualidade e satisfação dos clientes. Nos últimos anos, ela vem se consolidando a nível nacional, com seus serviços executados com dedicação, competência, qualidade e responsabilidade com o meio ambiente.

Soluções Industriais oferecidas

Adequação a Normas – A NR-10 (emitida pelo Ministério do Trabalho) fixa as condições mínimas exigidas para garantir a segurança dos empregados que trabalham em instalações elétrica, em suas etapas, incluindo projeto, execução, operação, manutenção, reforma e ampliação e ainda, a segurança de usuários e terceiros.

Automação Industrial – Na Automação Industrial, a ABJ Soluções tem um completo know-how na automação por completo, desde uma intervenção simples de um dispositivo para melhoria no processo, até mesmo a fabricação de dispositivos e máquinas especiais.

Infraestrutura – A ABJ determina como primordial a excelência na praticidade e nos acabamentos de infraestrutura, oferecendo a instalação de eletrocalhas e a montagem técnica de perfilado para iluminação e cabeamentos.

Máquinas Especiais – Tendo em vista as necessidades do mercado de automação, a empresa se especializou na fabricação de máquinas e dispositivos (adequando-as sempre às normas NR-10 e NR-12).

Preventivo de Incêndio – A ABJ oferece soluções completas em instalação e manutenção de preventivos, elaborando também os laudos de aterramento. Este assunto é muito importante e deve ser levado à sério, inclusive já tratamos dele em outra de nossas matérias.

Soluções Prediais

Iluminação – No quesito iluminação, as soluções abrangem o dimensionamento, a instalação e a medição de eficiência luminosa. A empresa realiza o cálculo luminotécnico, o dimensionamento específico para cada ambiente e executa todas as instalações elétricas para iluminação. Sendo que nos cálculos luminotécnicos, é fornecida uma previsão de disposição da iluminação em qualquer ambiente.

Infraestrutura – A ABJ Soluções oferece a instalação de eletrocalhas (e seus afins) e a instalação e montagem de estrutura rígida. Além da montagem técnica de infraestrutura de perfilado para iluminação e cabeamentos e a montagem de tubulações flexíveis para estrutura elétrica predial.

Preventivo de Incêndio – A empresa possui uma equipe altamente treinada para instalação e monitoramento de centrais de alarme de incêndio, que executa a instalação do aterramento predial. A equipe da ABJ também executa o levantamento luminotécnico do preventivo de incêndio, o teste de sonoridade para sistemas preventivos, a montagem de sistemas preventivos de descargas atmosféricas e seus agregados. Elaborando sempre os devidos laudos.

Aqui neste LINK você encontra as informações de contato e a localização da ABJ Soluções Elétricas, uma das nossas várias empresas parceiras, registrada no CREA-SC.

 

Fontes:

 

Revista EXAME

Citisystems

 

Texto escrito por:

Felipe Nascimento